DINÂMICA DE SISTEMAS E GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS: UMA REVISÃO BIBLIOMÉTRICA

Firs 2018

Os pesquisadores Gabriel Massao Fugii e Christian Luiz da Silva, tiveram o artigo, sob o título DINÂMICA DE SISTEMAS E GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS: UMA REVISÃO BIBLIOMÉTRICA, aprovado no 9º Forum Internacional de Resíduos Sólidos.

Resumo: A gestão ambientalmente adequada dos resíduos sólidos urbanos hoje é um dos maiores desafios para os municípios, justamente por estar relacionada a questões complexas como: legais, econômicas, técnicas, ambientais ou sociais. O que justifica as diversas pesquisas na área, assim como espaços como o Fórum Internacional de Resíduos Sólidos para discussão sobre o tema. Encontrar uma forma de gerenciar os resíduos e englobar questões complexas é necessário. A dinâmica de sistema surge como uma possibilidade de gerenciar os resíduos sólidos urbanos, uma vez que possibilita uma visão holística de um sistema integrado, incorporando pensamentos como a geração de resíduos zero e a economia circular. Com relação aos objetivos da pesquisa ela é exploratória e os procedimentos técnicos utilizados é a pesquisa bibliográfica. Sua natureza é aplicada e a abordagem mista. Como resultados, são apresentadas as vantagens de utilizar a ferramenta, além dos pesquisadores e trabalhos mais citados.
Palavras-chave: Dinâmica de sistemas; Resíduo sólido urbano; Economia circular.

Acesse o artigo completo pelo link: https://pd2t.files.wordpress.com/2018/06/firs-2018.pdf

Anúncios

PLANEJAMENTO E GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS: UM ESTUDO DE CASO NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE À LUZ DA PNRS

Foi publicado o artigo de Christian Luiz da Silva e Izabel Biernaski, na revista Gestão & Regionalidade,  envolvendo o tema Resíduos Sólidos Urbanos, sob o título PLANEJAMENTO E GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS: UM ESTUDO DE CASO NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE À LUZ DA PNRS

Resumo: Este artigo visa avaliar a região metropolitana de Belo Horizonte no que se refere ao planejamento e à gestão de resíduos sólidos urbanos (RSU), considerando a complexidade da cadeia de gerenciamento de RSU da região. Para isto, esta pesquisa
se utilizou da análise qualitativa por meio de dados primários e secundários, com a verificação do cumprimento da Lei Federal n. 12.305/10 e da aplicação de um questionário para identificar na região a presença das variáveis que são influentes para o gerenciamento de RSU. Por resultado, quanto à legislação, obteve-se que a região metropolitana de Belo Horizonte segue o proposto pela Lei Federal n. 12.305/10, já quanto à presença das variáveis influentes no gerenciamento de RSU, o município de Belo Horizonte possui três variáveis ausentes em seu sistema de gerenciamento: incentivo financeiro, infraestrutura urbana e usina de incineração.

Acesse o artigo completo pelo link: http://seer.uscs.edu.br/index.php/revista_gestao/article/view/3879/2405

Sem título

Notas técnicas sobre a cadeia produtiva de suínos e a cadeia produtiva de frangos de corte

Relacionadas ao projeto “Prospecção Tecnologias”, em conjunto com a Embrapa, foram publicadas duas notas notas técnicas. Uma associada à cadeia produtiva de suínos e outra sobre a cadeia produtiva de frangos de corte. Confira a baixo os títulos e seus respectivos links para acessar os textos.

 

  • DEMANDAS ATUAIS E FUTURAS DA CADEIA PRODUTIVA DE SUÍNOS
    Autora: Nádia Solange Schmidt Bassi

Disponível em: https://www.embrapa.br/documents/1355242/0/CIAS+-+Agropensa
+-+Demandas+atuais+e+futuras+da+ cadeia+produtiva+de+su%C3%ADnos.pdf

  • OPORTUNIDADES E DESAFIOS EM PD&I NA CADEIA PRODUTIVA DE FRANGOS DE CORTE
    Autores: Nádia Solange Schmidt Bassi e Christian Luiz da Silva

Disponível em: https://www.embrapa.br/documents/1355242/0/CIAS+-+Agropensa
+-+Oportunidades+e+desafios+em+PD%26I+na+cadeia+produtiva+de+frangos+de
+corte.pdf

Trabalho decente e crescimento econômico: contribuições da Embrapa

A pesquisadora Nádia Solange Schmidt fez parte do grupo de editoras técnicas do livro, lançado em 2018, intitulado “Trabalho decente e crescimento econômico: contribuições da Embrapa”. Neste trabalho, são disponibilizas “soluções tecnológicas com a finalidade de mitigar ou atenuar os problemas evidenciados, além de um portfólio potencial para contribuir para o desenvolvimento sustentável”.

Trata-se de um livro online gratuito, que pode ser acessado pelo link https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/1090712/trabalho-decente-e-crescimento-economico-contribuicoes-da-embrapa

Sem título

Métodos de Valoración Económica Ambiental: instrumentos para el desarrollo de políticas ambientales.

adriana Ripka

Os pesquisadores Adriana Ripka, Christian Luiz da Silva e Alain Henández Santoyo publicaram no periódico Universidad y Sociedad. O artigo intitulado “Métodos de Valoración Económica Ambiental: instrumentos para el desarrollo de políticas ambientales” pode ser acessado no seguinte link: https://rus.ucf.edu.cu/index.php/rus/article/view/896/986

Resumen

El presente trabajo tiene como propósito discutir la utilidad de un conjunto de Métodos de Valoración Económica Ambiental (MVEA) como instrumentos para el desarrollo de políticas ambientales. Los métodos presentados son los siguientes: Método de Costos Evitados, Método de Costo de Viaje, Método de Precios Hedónicos y Método de Valoración Contingente, los cuales corresponden a las experiencias obtenidas en cuatro estudios de casos realizados en Colombia, Irán, Suiza y Cuba, respectivamente. A partir de una revisión y análisis documental, la investigación demostró la pertinencia de estos métodos para el desarrollo de políticas ambientales por cuanto ofrece datos y conocimientos que integran simultáneamente criterios naturales y socioeconómicos, lo cual le confiere un carácter sistémico que favorece una justa asignación y distribución de recursos financieros dirigidos a las actividades de protección, conservación y rehabilitación de espacios naturales.
Palabras clave: Medio ambiente, sostenibilidad, métodos de valoración económica ambiental, políticas ambientales.

 

Corrupção, governança e desenvolvimento: uma análise seccional de dados para o Brasil

Os pesquisadores Elis Bianca Azevedo, Antonio Gonçalves Oliveira, Camila Lima Buch, Thiago Cavalcante Nascimento e Christian Luiz da Silva publicaram o artigo “Corrupção, governança e desenvolvimento: uma análise seccional de dados para o Brasil”, no periódico GCG GEORGETOWN UNIVERSITY – UNIVERSIA. Confira o artigo completo no link: https://gcg.universia.net/index.php/gcg/issue/view/172/showToc

Sem título